CDM forma retalhistas de Maputo e Matola

30

A Cervejas de Moçambique (CDM) entregou última quinta-feira, (11) 100 certificados a retalhistas das Cidades de Maputo e Matola como forma de dotá-los de ferramentas técnicas e operacionais básicas de modo a incentivar a criação de postos de emprego no país.

O Programa de Desenvolvimento de Retalhistas, teve início em 2016. Até então, foram formados cerca de 400 retalhistas e o objectivo este ano e formar igual número de retalhistas nas zonas centro e norte do país.

Para além da apresentação dos princípios éticos e morais defendidos pela maior empresa de produção de Cerveja em Moçambique, foram abordadas matérias relacionadas com acesso a crédito, finanças individuais, gestão de recursos humanos, de stocks, marketing, entre outros. De realçar, que um enfoque especial foi dado a venda responsável dos produtos, proibindo-se a venda  à menores de idade.

No mesmo evento, destacou-se a questão da responsabilidade ambiental, particularmente no que diz respeito ao desperdício pós-consumo e consequente tratamento de resíduos sólidos.

Carlos Cossa, retalhista em Mavalane, afirmou que “Esta formação será uma mais-valia para a desenvolvimento do meu negócio, muitas vezes nós fazemos negócio sem a distinção do Lucro, investimento e projeção do futuro e com esta capacitação, acreditamos que aumentaremos os nossos rendimentos.”

Anacleto Tembe, proprietário de armazém no Ferroviário, referiu, “Tenho a certeza que o meu negócio nos próximos tempos irá crescer para além do que projectava. Devido a esta formação da CDM, agora tenho ferramentas mais que suficientes para seguir para um investimento muito mais forte e sólido.

Por sua vez, Hugo Gomes, Director do Departamento Jurídico e Assuntos Corporativos da Cervejas de Moçambique, afirmou: “Acreditamos firmemente que todos podemos dar o nosso contributo para a criação de um Mundo melhor, se a partir desta iniciativa tivermos mais agentes económicos, independentemente da sua musculatura, devidamente treinados e preparados para desenvolver negócios e criar renda, estão estaremos a ir de encontro com o nosso propósito. Aproveito para apelar para que mais agentes económicos se juntem a causa da educação e formação, pois assim, estaremos a efectivamente contribuir para o desenvolvimento do nosso belo Moçambique.”

Gostaríamos muito de ouvir a sua opinião...

Comentários

Casual 728x90