Toyota processada por divulgar fotos íntimas de cliente

81

Quando se deslocaram ao stand da Toyota no Texas estavam longe de imaginar que comprar um carro lhes poderia vir a valer um milhão de dólares. Pelo menos é este o valor que um casal norte-americano está a exigir por danos causados com a violação de privacidade por parte de um vendedor da marca.

A história teve início em 2015. Um jovem casal, Tim e Claire Gautreaux, dirigiu-se ao concessionário e na hora de fechar negócio, Tim, que tinha guardado o documento de aprovação de financiamento no seu telemóvel, passou o dispositivo ao vendedor para que este pudesse mostrar o comprovativo ao gerente. Cinco minutos bastaram. Quando, na sequência do processo da compra, Tim voltou a recorrer ao telemóvel para mostrar o documento, dessa vez ao director financeiro do stand, notou que algo estranho se passava.

Uma foto íntima da sua mulher tinha sido recentemente seleccionada e após alguma “investigação” descobriu que essa mesma foto tinha sido enviada para um casal e para um site de swing.

O casal chamou a polícia que conseguiu apurar que foi o dono do concessionário da marca japonesa quem cometeu o crime de violação de privacidade carregando várias fotos no site em questão. As forças de autoridade prenderam o homem que mais tarde conseguiu sair sob fiança e aguarda agora audiência em tribunal.

O casal lesado decidiu processar não só o dono e o stand como também a Toyota Motor North America por intrusão e negligência exigindo uma indemnização de um milhão de dólares.

Dizem que “má publicidade” é coisa que não existe mas este caso pode representar uma séria ameaça para a marca que se espera entrar em acordo evitando que a polémica se arraste em tribunal. Seja como for é uma lição importante e óbvia. Nunca passe o seu telemóvel para as mãos de um estranho, nem por um minuto!

Gostaríamos muito de ouvir a sua opinião...

Comentários

Casual 728x90

Deixe uma resposta